Rede Economia e Feminismo

autonomia econômica para as mulheres

A REF

A Rede Economia e Feminismo (REF) foi criada em novembro de 2001 durante o Seminário Feminismo e Economia, que aconteceu em São Paulo e reuniu 33 mulheres de 13 estados e 22 organizações. A REF se propõe a articular ativistas de movimentos sociais, técnicas de organizações não governamentais e governamentais e pesquisadoras que desejem atuar com prioridade no tema economia e feminismo.
A REF se prepara para atuar com núcleos nos estados ou por temas para realização de pesquisas, seminários, atividades de formação e produção de conhecimento. Queremos desdobrar nacionalmente estes processos em campanhas e ações públicas próprias e em diálogo com campanhas organizadas pelos movimentos sociais.

Um ponto de partida é nossa auto-formação mediante grupos de estudos, intercâmbios, bibliografias comentadas e a formação de mulheres, lideranças e assessoras de movimentos sociais em feminismo e economia. Iniciamos com um primeiro curso de formação sobre feminismo e economia, realizado em junho de 2002.

Além de desenvolver ações próprias, participamos com uma proposta feminista em espaços de articulação mistos que atuem no debate sobre desenvolvimento e alternativas econômicas.

O conjunto desta intervenção está em diálogo com as ações da REMTE (Rede Latino-americana Mulheres Transformando a Economia) e se propõe a fortalecer as ações da Marcha Mundial das Mulheres no âmbito do combate à pobreza.

Os objetivos da REF são:

Difundir a teoria econômica feminista como ferramenta de análise da situação das mulheres na realidade brasileira.

Construir um discurso que sintetize as contribuições da economia feminista, de outras áreas do conhecimento que se ocupam das relações sociais de gênero, e do conhecimento substantivo produzido pela REF em atividades de formação e reflexão.

Formar um núcleo de mulheres que se apropriem desta discussão e a desdobrem em pesquisas, atividades de formação, e produção de conhecimento em suas regiões e estados.

Capacitar mulheres, lideranças e assessoras de movimentos sociais como formadoras para análise e ação em feminismo e economia.

Desenvolver metodologia de formação que permita desmistificar a racionalidade e o tecnicismo das políticas econômicas e fortaleçam as mulheres como sujeitas neste debate.

Desenvolver ações públicas, como campanhas, envolvendo atividades de elaboração, formação e mobilização nos temas relativos à economia e feminismo.

Dialogar e fortalecer as ações da Marcha Mundial das Mulheres no âmbito do combate à pobreza e construção de alternativas econômicas feministas.

Atuar como parte integrante da REMTE (Rede Latino-americana Mulheres Transformando a Economia) em conjunto com suas seções em funcionamento em onze países da América Latina.

Incidir, a partir de uma perspectiva feminista, nas redes, campanhas e movimentos que atuam na área da economia e alternativas de desenvolvimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: